segunda-feira, 27 de março de 2017

O trânsito dos nossos pensamentos



Pois é, parece que já se tornou comum a impunidade e a violência no trânsito, mas não devemos nos conformar, cruzar os braços e relevar tamanha estupidez. As pessoas já andam com medo de tantos crimes, e como se não bastasse, reagem com toda essa hostilidade em algo que pode sempre ser resolvido de maneira sensata.

"Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência do medo." - Mark Twain.


Ainda ouso à dizer que, a maior crise que enfrentamos hoje, além é claro da crise econômica no país e no mundo, é a crise em nós mesmos. A crise emocional, existencial, o  stress, a aversão do desconhecido, a preocupação e ansiedade que aflingem e turbulam nossos pensamentos. As pessoas vivem com medo e inseguras em sair de casa para mais um dia de trabalho. O medo já se tornou comum, mas sabemos bem que não deveria ser assim. Medo esse que criam janelas traumáticas, danos irreparáveis, medo que ameaça a nossa tranquilidade, nossa coerência, perturbam a nossa sensatez, que abastecem as pessoas com mais raiva, ódio e rancor para descarregar no próximo. Um simples acidente de trânsito que, muitas vezes ninguém saiu ferido ou tão pouco prejudicado, mas sobrecarregados emocionalmente, perdem o seu controle emocional e liberam todas as suas frustrações e indignação em seu semelhante. No final, todos saiem prejudicados.

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." - Platão.

O maior perigo pode não estar lá fora, mas dentro de nós mesmos. Se não soubermos controlar os nossos medos, não teremos domínio de nossos atos. Saber gerenciar o trânsito dos nossos pensamentos é dirigir o nosso autocontrole emocional. Tudo o que mais precisamos, antes de mais nada, é termos equilíbrio emocional e educar os nossos medos.

"A vida é maravilhosa se não se tem medo dela." - Charles Chaplin. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário